quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Pitões das Junias - Missão Cabra Montês II

_LF41458
.
O frio está a chegar com força. Com a ajuda do vento, torna-se agreste caminhar no topo das montanhas. É fundamental estar muito bem equipado, confortável e com a moral em alta.
Chegar ao topo do "pitão" é qualquer coisa de muito especial. Não são picos muito altos, mas são essencialmente bonitos. A vista é larga e as cores dos carvalhos, verdes, amarelos, castanhos, mesclados com o verde da erva no fundo dos vales é lindo.
Em alguns vales, os carvalhos, castanheiros, betolas, vidoeiros, estão a perder as folhas, e as cores são tão variadas que hipnotizam qualquer observador. Dá gosto ficar a contemplar os vales coloridos, onde os nevoeiros evoluem lentamente.
Pelos trilhos onde passamos, vislumbramos aqui e ali dejectos de lobos.
Já tinha manifestado aqui neste blog a minha paixão por este local de Portugal. Mas à medida que mais caminho e que mais conheço, ainda mais enamorado fico pelos Pitões das Junias.
Hoje o dia foi calmo, fotografei algumas paisagens e vários detalhes. Macros de likens, musgos, fungos, entre outros sujeitos do "pequeno mundo" .
Amanhã vamos voltar ao sujeito - Cabra Montês.

2 comentários:

paula disse...

Luis, é sempre um prazer ler os teus relatos do trabalho em campo. Espero o próximo. Continuação de bom trabalho. Um beijo

Francisco Calado disse...

Hello,

Faço minhas as palavras da Paula, menos a parte do beijo fico-me pelo abraço!

Abraços ao pessoal

Francisco Calado